musicas.mus.br

Letras de músicas - letra de música - letra da música - letras e cifras - letras traduzidas - letra traduzida - lyrics - paroles - lyric - canciones - DIáRIO DE BICICLETA (O DIA EM QUE ENCONTREI CHE GUEVARA NA ZONA EM VALADARES) - Zé GERALDO - música e letra

Utilize o abecedário abaixo para abrir as páginas de letras dos artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

Diário de bicicleta (o dia em que encontrei Che Guevara na zona em Valadares) letra


Eu vinha pedalando pelas ruas da zona em Valadares
De repente encontrei na esquina tomado umas
O Birú, Don Teixeira,
O Baleiro, o Crésio, o Tavares
Um homem barbudo com um cigarrinho
Que passava de mão em mão
Eu cheguei, me aproximei, tomei um trago
E falei: ô trem bão
E passei
O homem barbudo
Contava histórias de batalhas
Falava de guerras, falava de paz
“hás de endurecer sem perder a ternura jamais”

Saímos pela noite
Dançamos, bebemos, fumamos
E andamos à esmo
Por ruas esquinas e becos
E por ali mesmo
Na porta dum boteco
Um maluco cantava Raul Seixas
Com um violão sem cordas
Desfiava suas queixas
O homem barbudo tomou todas
Se encantou com uma chica
E completamente borracho
Pegou o violão e cantou

Mi querida
Pasé toda mi vida
À procura de ti
Yo soy um hombre sincero
Te quiero mucho, te quiero
Pero tengo que partir

O dia estava amanhecendo
Os raios de sol escorriam pelas ruas
Cada um de nós pegou sua bicicleta
O homem barbudo olhou sério pra mim e disse:
Agora vou falar como tu, cara
Meu nome é Che Guevara
Esqueça o seu carnaval
Vem comigo pra América Central
Fazer a revolução! Ah

O homem barbudo contava histórias de batalha
Falava de guerras, falava de paz
Hás de endurecer sem perder a ternura jamais

Saímos pela noite
Dançamos, bebemos, fumamos
E andamos à esmo
Por ruas esquinas e becos
E por ali mesmo
Na porta dum boteco
Um maluco cantava Raul Seixas
Com um violão sem cordas
Desfiava suas queixas
O homem barbudo tomou todas
Se encantou com uma chica
E completamente borracho
Pegou o violão e cantou

Mi querida
Pasé toda mi vida
À procura de ti
Yo soy um hombre sincero
Te quiero mucho, te quiero
Pero tengo que partir

O dia estava amanhecendo
Os raios de sol escorriam pelas ruas
Cada um de nós pegou sua bicicleta
O homem barbudo olhou sério pra mim e disse:
Agora vou falar como tu, cara
Meu nome é Che Guevara
Esqueça o seu carnaval
Vem comigo pra América Central
Fazer a revolução!

E eu, assustado, medroso e cagão
Falei: uai sô, vou não
uai sô, vou não
Uai Che, vou não
Aqui ta ruim mas ta bão
Tem frango com quiabo
Tem mulher bonita
Uma cachaça boa
Meu time é campeão
Vou não Che
Boa sorte Che
tchau
Uai sô, vou não.
Tchau tche
Boa sorte tche

Zé Geraldo - Letras

©2003 - 2018 - musicas.mus.br